Suspensão de Concursos Públicos em 2016 – O Que Esperar para o Ano





Veja aqui o que podemos esperar do ano com a Suspensão dos Concursos Públicos Federais em 2016.

A notícia de que os Concursos Públicos em âmbito federal seriam todos suspensos em 2016, pegou muita gente de surpresa. Porém, nem tanto. A crise no Estado já estava demasiadamente sufocante no início de 2015 e era de se esperar que o governo fizesse alguns cortes. Mesmo assim, os concurseiros se deixaram abalar por essa notícia. Afinal, horas e horas estudando, abandonos de emprego, muitos dedicaram a vida, ansiosos pela abertura do edital dos sonhos, quando receberam uma notícia dessas. Cheios de esperança, os candidatos viram o mundo desmoronar diante de seus olhos. Mas será que todo esse desespero foi necessário? Como está indo a aplicabilidade dessa suspensão contida na Lei de Diretrizes Orçamentarias 2016 (LDO 2016)?

Primeiramente, em anos anteriores já aconteceu a mesma coisa. Era necessário fazer cortes no orçamento e escolheram não realizar concursos públicos. Em 2008 e em 2011 aconteceu a mesma coisa que está acontecendo esse ano. Mas, uma coisa é certa: o governo precisa de concursos e não pode contratar sem. Não há possibilidade de suspender os concursos por muito tempo. Tanto que já foi aprovada uma Lei que dá restrições à LDO 2016, mas disso trataremos mais tarde. Antes, é preciso entender que muitos órgãos federais necessitam de um imenso número de servidores e seus quadros não estão preenchidos. Com tudo, existem ao decorrer do ano aposentadorias, exonerações, várias vacâncias que precisam ser substituídas e não há como abrir mão dos concursos. Outra alternativa é apostar nos concursos estaduais e municipais, que ao contrário dos federais, estão em alta. Só nessa semana abrirão cerca de 33 processos de inscrição em todo Brasil.





Seguidamente, em maio desse ano, precisamente no dia 27, foi divulgado no Diário Oficial da União, uma lei que restrita a LDO 2016, primordialmente a suspensão dos concursos públicos. A notícia animou concurseiros de todo o país e deu esperanças àqueles que continuaram seus estudos. Afinal, desistir nunca foi uma opção. A lei dá prioridade a alguns concursos importantes para o gerenciamento do país. Entre eles estão cargos para área de segurança (como Delgado, Agente e Escrivão da Polícia Federal) e cargos do seguridade social e saúde (como Perito Médico do INSS e outros cargos para médicos especialistas). Carreiras diplomáticas, que representam o Brasil no exterior, também tem edital todo ano.

Por fim, estes são só exemplos de como é difícil sustentar a ideia de suspender concursos no Brasil. Precisamos cada vez mais de servidores e é necessário que estes estejam motivados e bem preparados para exercer os cargos. Por conseguinte, uma notícia dessas desmotiva muitos bons candidatos e abre bastante espaço para aqueles que estavam despreparados ou que possuem pouco tempo de experiência em concursos. Porém, não se pode deixar abalar, pois como dito anteriormente: desistir não é uma opção.

Jean Carlos Weber Andrades



Compre aqui apostila para este concurso!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *