Concurso MPOG e ENAP 2015 têm 556 vagas abertas

MPOG oferece 534 vagas e ENAP oferece 22 vagas em variados cargos. Inscrições podem ser realizadas até o dia 6 de julho.

No dia 16 de junho foi publicado no Diário Oficial da União o edital para o concurso público para o Ministério do Planejamento (MPOG) e para a Escola Nacional de Administração Pública (ENAP). As vagas destinadas para profissionais de nível superior são 556. Há vagas distribuídas em todas as capitais do país, embora a maioria seja destinada para Brasília.   

Serão 534 postos de trabalho para o MPOG, que serão distribuídas entre os departamentos de Estrutura Remuneratória Especial, Secretaria de Patrimônio da União, Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação. Abaixo estão listadas as ofertas de emprego:   

– Analista de Tecnologia da Informação – 300 vagas;

– Analista Técnico Administrativo – 83 vagas;

– Administrador – 6 vagas;

– Arquivista – 9 vagas;

– Arquiteto – 16 vagas;

– Assistente Social – 7 vagas;

– Contador – 14 vagas;

– Economista – 7 vagas;

– Engenheiro – 54 vagas;

– Geógrafo – 17 vagas;

– Geólogo – 16 vagas;

– Médico – 4 vagas;

– Técnico em Assuntos Educacionais – 1 vaga.

As remunerações para os cargos acima variam de R$ 3.625,42 até R$ 5.596,31.   

Já os outros 22 postos de trabalho, destinados à Enap, são para Técnicos em Assuntos Educacionais (18 vagas) e Técnicos de Nível Superior (4 vagas). Ambos os cargos contam com salário de R$ 4.514,22.   

Do total de vagas disponíveis, 5% são destinados a portadores de deficiência e 20% para candidatos negros. Aqueles que desejam concorrer dentro dessas cotas deverão declarar-se negros ou portadores de alguma deficiência no momento da inscrição.   

As inscrições para o concurso do MPOG e Enap já estão abertas. Os interessados devem acessar o site do Cespe/UnB (www.cespe.unb.br), que organizará o processo de seleção. As inscrições devem ser feitas até o dia 6 de julho. A taxa será de R$ 90, exceto para os cargos de Economista, Geólogo, Engenheiro e Arquiteto que deverão desembolsar R$ 100 para a inscrição. Membros de famílias de baixa renda poderão solicitar isenção da taxa de pagamento.   

As provas discursivas e objetivas serão aplicadas no dia 16 de agosto, no período da manhã. A aplicação da prova, que terá prazo máximo de 4 horas e meia, acontecerá em todas as capitais dos estados brasileiros. Os locais e horários serão informados pela comissão organizadora do processo seletivo.   

As provas objetivas serão compostas por 120 questões, sendo que 70 são de conhecimentos específicos e 50 de conhecimentos básicos. Os candidatos que forem aprovados nessa etapa precisarão passar por uma avaliação de títulos, de caráter classificatório.

Por William Nascimento