Concurso TCE/SE 2015 abre 28 vagas

As inscrições vão até o dia 15 de abril de 2015

Foi anunciado recentemente pelo Tribunal de Contas do Estado do Sergipe (TCE/SE) a abertura do período de recebimento das inscrições para a realização de mais um concurso público. De acordo com as informações divulgadas até o presente momento, estão sendo ofertadas um total de 28 vagas. Essas oportunidades são direcionadas para profissionais de nível superior.

Candidatos que sejam portadores de necessidades especiais também poderão se inscrever. A reserva feita, nesse caso, foi de quatro postos.

Confira abaixo os cargos com vagas em aberto e a respectiva quantidade para os mesmos:

Segurança da informação –  1 vaga;

Segurança de desenvolvimento – 12 vagas;

Analista de TI para suporte técnico e infraestrutura de redes – 2 vagas;

Enfermeiro – 3 vagas;

Cirurgião  Dentista – 6 vagas;

Médico – 4 vagas.

Sobre a jornada de trabalho, a informação é de que a mesma será composta por 40 horas semanais. Já os salários serão no valor de R$ 2.584,23 para a função de enfermeiro e de R$ 3.101,08 para todos os demais cargos.

Além do vencimento básico mensal, esses profissionais ainda contarão com diversos benefícios, tais como o auxílio-alimentação que será de R$ 1.013,63, adicional de desempenho e de insalubridade e auxílio-saúde.

– Como garantir a participação?

Os concursandos que atenderem os requisitos exigidos para cada cargo especificamente, poderão se inscrever até a data limite do dia 15 de abril de 2015. O formulário de inscrição está sendo disponibilizado no seguinte endereço eletrônico: www.fgv.br/fgvprojetos/concursos/tce-se.

Para validar a participação o candidato deverá pagar uma taxa no valor de R$ 130.

– Seleção

Aqueles que tiverem suas inscrições aceitas deverão ser submetidos a provas objetivas. Os testes estão previstos para serem aplicados na cidade de Aracaju no dia 24 de maio de 2015. Informações sobre os locais serão divulgadas em momento oportuno no mesmo endereço das inscrições.

Dentre os temas que serão cobrados na prova estão legislação institucional, raciocínio lógico-matemático, conhecimentos básicos de informática, língua portuguesa e conhecimentos específicos.

Por fim, os profissionais classificados nessa etapa ainda passarão por uma avaliação de títulos. Porém, apenas de caráter classificatório.

Por Denisson Soares