Concurso Fundação Zoo-Botânica (MG) será realizado em 2016

Estima-se que certame irá oferecer mais de 103 vagas de emprego.

A Prefeitura de Belo Horizonte, em Minas Gerais, está com previsão de abertura de edital para concurso público em 2016 para a Fundação Zoo-Botânica. Estima-se que serão ofertadas pouco mais de 103 vagas além do cadastro reservas que serão distribuídas em Nível Médio, Técnico e Superior. As vagas destinam-se a Agente de Visitação, Assistente Administrativo, Jardineiro, Tratador de Animais, Técnico de Serviço Público, Técnico Superior de Serviço Público e Psicólogo.

Segundo a própria Secretaria de Recursos  Humanos da cidade, as vagas poderão sofrer alterações para mais ou menos por conta da reforma na parte administrativa ocasionada na prefeitura. Adiantam ainda que para o cargo de Psicólogo não haverá distribuição de vagas, e sim, cadastro reserva.

Com vencimentos que variarão de R$ 1.682,92 a R$ 3.788,00, a carga horária deverá ser de 40 horas semanais. Além do salário estima-se que os servidores aprovados receberão vale-transporte, vale-alimentação e vale-lanche.

O último concurso realizado para a Fundação aconteceu, em 2006 onde foram oferecidas 111 vagas e fora organizado pela Fumarc – Fundação Mariana Resende Costa, composta de provas objetivas e redação distribuídas em 50 questões totalizando 100 pontos. Dividida em 3 etapas as provas foram objetivas para todos os cargos, prova de redação para o cargo de nível superior e de capacidade física para Jardineiro, Tratador de Amimais e Agente de Visitação e a última com exame psicológico para Jardineiro e Tratador de Animais

Com uma diferença de quase uma década sem concurso para a citada Fundação, a expectativa seria de mais vagas, entretanto mesmo com a pouca oferta os interessados no concurso já podem ir adiantando seus estudos para estarem preparados para mais uma disputa pública.

Recordando um pouco a Fundação Zoo-Botânica, faz parte da administração indireta da Prefeitura de Belo Horizonte e foi criada em 1991 e passou a administrar o Jardim Zoológico e o Jardim Botânico.

Por Helen Galvão