Concurso DAEV (SP) 2016 abre 38 vagas de emprego

Certame recebe inscrições dos interessados até o dia 11 de janeiro de 2016.

Se você mora no estado de São Paulo e nas regiões próximas do município de Valinhos, saiba que uma excelente oportunidade de concurso público está sendo oferecida visando à contratação de 38 profissionais para vagas efetivas no DAEV (Departamento de Águas e Esgotos de Valinhos).

As 38 vagas oferecidas poderão ser concorridas por profissionais de todos os níveis de escolaridade, sendo elas: Reparador de Rede de Água, Reparador do Sistema de Esgotos, Motorista de Veículos, Analista de Atendimento, Pedreiro de Manutenção, Agente de Hidrometria, Eletricista Eletromecânico entre muitos outros cargos.

A proposta salarial aos candidatos que forem regularmente aprovados no processo de seleção será de no mínimo R$ 1.256,40 e máximo R$ 3.458,06, sendo que a jornada semanal para todos os cargos será de 40 horas.

Os interessados em concorrer na seletiva de vagas, deverão acessar o seguinte endereço eletrônico: www.ipefae.org.br, sendo que a data limite para inscrição será o dia 11 de janeiro de 2016.

Para a efetivação da inscrição no sistema, deverá ser feito o pagamento da taxa de participação que será cobrada nos valores de R$ 38 a R$ 67.

O processo de seleção ocorrerá no dia 21 de fevereiro de 2016, em locais e horários ainda a serem informados com boa antecedência pela comissão organizadora do concurso, sendo que o principal meio de informações para essas informações serão nos sites da Prefeitura de Valinhos (www.valinhoss.sp.gov.br) e no próprio endereço eletrônico disponibilizado para inscrição.

Haverá a aplicação de prova objetiva no dia 21 de fevereiro e prova prática no dia 03 de abril de 2016.

A divulgação do gabarito preliminar ocorrerá logo após a aplicação da prova objetiva, já o resultado final, contendo a relação de candidatos aprovados acontecerá no dia 15 de abril de 2016.

A validade do concurso será de doze meses, existindo a possibilidade de prorrogação por mais doze meses, sendo que essa medida somente poderá ser tomada uma única vez.

Por Rodrigo da Silva Monteiro