CRP-16 realiza Novo Concurso Público com Vagas no ES

Seleção oferece 350 oportunidades para profissionais de nível fundamental e superior. Inscrições podem ser feitas até o dia 18 de janeiro de 2016.

A estabilidade no mercado de trabalho é o que mais motiva as pessoas a ir em busca de um concurso público. Para quem possui esse interesse, aqui vai uma boa notícia para quem mora em Vitória (Capital do Espírito Santo) e cidades vizinhas, pois o Conselho Regional de Psicologia da 16ª Região (CRP-16) abriu 350 vagas de emprego para candidatos que tenham nível médio ou superior como escolaridade. Os salários vão depender do cargo a ser desempenhado, variando de R$ 1.808,46 a R$ 3.025,81 para se trabalhar oito horas por dia, o que equivale a 40 horas de jornada de trabalho semanal.

As 350 vagas estão distribuídas entre os cargos de Assistente de Recursos Humanos; Assistente Financeiro; Psicólogo Técnico de Orientação, Fiscalização e Ética; Assistente Administrativo; Assistente de Cobrança e Assistente de Compra.

Ficará sob responsabilidade do Instituto Quadrix toda a organização do concurso, desde o processo de inscrição até a aplicação das provas. Todas as normas do concurso podem ser vistas detalhadamente no edital.

Os interessados podem fazer a sua inscrição pelo site www.quadrix.org.br, até 18 de janeiro de 2016, desde que pague a taxa de inscrição que é de R$ 45,00 para nível médio e R$ 55,00 para nível superior.

A prova de seleção será aplicada em 31 de janeiro de 2016, às 13h, sendo que a data pode estar sujeita à alteração, por isso é importante sempre acessar o site acima para se informar de alguma mudança no cronograma. A prova objetiva será realizada em Vitória e o candidato terá 4 horas para responder a todas as questões. O gabarito será informado em 1º de fevereiro de 2016 para que os candidatos possam saber como foi o rendimento nas provas. 

Em 14 de março de 2016, será de conhecimento público, pelo site www.quadrix.org.br, o nome dos 350 aprovados no concurso. O Conselho Regional de Psicologia tem o prazo de dois anos para fazer as devidas contratações dos aprovados, sendo que este prazo pode ser prorrogado.

Por Michelle de Oliveira