O que fazer na véspera das provas de Concursos Públicos

O recomendado é apenas revisar os pontos principais de cada disciplina e procurar relaxar na véspera das provas de Concursos Públicos.

O que você faz na véspera da prova de Concursos Públicos? Gosta de estudar até o último minuto ou prefere descansar a fim de aliviar a ansiedade e a tensão? Cada candidato é único, mas o recomendado é apenas revisar os pontos principais de cada disciplina e procurar relaxar, a fim de descansar o cérebro para o grande dia.

Que tal ficar por dentro de algumas dicas?

Encare o dia da prova como um dia comum. Procure se desligar do estudado na véspera e aproveite para ficar ao lado das pessoas que ama e torcem por você. Se quiser estudar, que seja apenas o básico a fim de relembrar pontos importantes. Desta forma, você pode aproveitar para fazer uma saída leve como um cinema, teatro, entre outros. Porém, não exagere ou consuma bebidas com álcool, ok?

O que você mais gosta de fazer? Aproveite para focar em atividades que te dão prazer. Neste sentido, você pode até aproveitar para praticar esporte. Entretanto, se não tem o hábito de fazer atividade física, deixe para começar depois da prova. Ao iniciar uma modalidade esportiva você pode ter lesões, por exemplo.

Você sente muita vontade de estudar? Então, foque apenas nos pontos principais, mas com consciência de que fez o seu melhor até agora. Assim, não se cobre muito, porque você fez a sua parte.

Que tal reunir com os seus amigos antes da prova? Esta é uma maneira para revisar os pontos de cada disciplina. Cada um pode falar um pouco do que sabe e esclarecer as possíveis dúvidas na reta final.

Você pode aproveitar a véspera para se concentrar ou meditar, ou seja, ficar sozinho consigo mesmo. Reflita sobre as suas atitudes das provas anteriores e o que deve ser mudado nesta. Mantenha pensamentos positivos, para que a sua energia possa fluir de uma forma leve, para o dia o qual se preparou durante este tempo.

Boa sorte e sucesso na sua prova!

Por Babi

Estratégias de estudo para conquistar a aprovação em Concursos

Conseguir a aprovação em concurso público requer muito empenho e estratégias de estudo bem definidas.

Como conseguir a aprovação em concurso público? O candidato precisa ter foco, determinação, força de vontade e muito empenho e ter estratégias de estudo, que podem ser o diferencial para conseguir bons resultados. Que tal conhecer algumas?

Que conteúdos você tem dificuldade? Ao elaborar o seu plano de estudo, priorize as disciplinas que você não sabe muito bem. Por exemplo, é craque em constitucional, mas tem muita dúvida sobre raciocínio lógico e matemática? Então distribua uma carga horária maior para a área de exatas. Muitos candidatos perdem muito tempo estudando disciplinas que gostam, e não focam nos seus pontos fracos. Mas, lembre-se de que é necessário estudar todos os conteúdos.

Você conhece a banca organizadora da sua prova? Isso pode ser feito por meio de exercícios de provas anteriores organizados pela banca. Por isso, procure resolver o máximo de questões que conseguir sobre o conteúdo. As provas, geralmente, têm o mesmo estilo, assim, o candidato pode ficar por dentro dos principais assuntos cobrados e pegadinhas.

A motivação para estudar é um fator imprescindível para o sucesso. O candidato deve acreditar no seu potencial e estudar acreditando que vai conquistar a vaga. Ao ter uma postura positiva, as chances de conseguir uma boa nota e se lembrar do conteúdo estudado é maior. Por isso, procure se sentir motivado: faça cartaz com o que deseja conquistar, cole frases de incentivo na sua mesa e busque dar o seu melhor.

Durante o estudo, faça resumos por meio de fichamento. Eles são práticos e auxiliam na memorização. Além disso, pode ser carregados na bolsa e lidos a qualquer momento do dia.

No dia anterior da prova, procure relaxar e ficar tranquilo, sobretudo para manter o controle emocional. Aproveite para ir ao cinema ou revisar, apenas, os pontos mais importantes, ou seja, aqueles pontuais.

Depois destas dicas, que tal começar os estudos? Sucesso e boa sorte!

Por Babi

Persistência nos estudos para Concursos Públicos

Quem está se dedicando a concursos públicos não deve desanimar. A conquista da aprovação virá com muita persistência e foco, sempre almejando o objetivo final.

Muitas pessoas sonham com salários estáveis, emprego rentável, e por isso estudam para concursos públicos. Em tempos de crise financeira, essa tem sido a alternativa para muitas pessoas na busca pela solução ao desemprego. E sendo assim a concorrência fica ainda mais acirrada. Mas se você não passou, ou mesmo que tenha passado, ainda não foi chamado, não desanime. Com estudo e persistência sua hora vai chegar.

Principalmente com a chegada do final de ano, parece que o país para, e os candidatos que muito se dedicam começam ficar angustiados por que a tão sonhada aprovação não chega. Horas de dedicação serão sim superadas e recompensadas.

É importante manter o foco, e lembrar que não devemos desperdiçar tudo que já foi investido, tempo, dinheiro, sono, lazer, tudo tem que ser colocado na ponta do lápis. Não é segredo para ninguém que tal aprovação, com tanta concorrência, não viria de repente.

Não desanime, pense que agora você está mais próximo da aprovação, a cada dia que passa, a cada noite que passou em cima dos livros, a cada concurso, suas experiências e seu conhecimento aumentam e te deixam um degrau mais alto nessa escada.

Repense os motivos que lhe motivaram a estudar tanto, a vida difícil, salários atrasados ou a falta deles, o momento não vai melhorar se abandonar a meta da aprovação. Respire fundo e não desista. Tudo bem, aproveite uns dias no fim de ano para aliviar a tensão, relaxar não só o corpo, mas também a mente. Não estamos falando de uma linda viagem ou gastos absurdos. Veja um filme, caminhe na praça, curta a família. Apenas uma ou duas semanas, e depois foco, muito foco na conquista que com certeza virá.

E não se esqueça, a maratona de concursos é vencida por quem batalha para chegar até o final, só ganha medalha, mesmo de participação, apenas aqueles que cruzam a linha de chegada, e não importa quantas corridas ele tenha tentado.

Por Vivian Schetini

Concurso do MRE está previsto para ser realizado em breve

Certame irá oferecer 60 vagas para o cargo de Oficial de Chancelaria.

Uma boa notícia para quem está se preparando para concurso público. O  Ministério das Relações Exteriores (MRE) irá lançar ainda este ano edital para realização de concurso público, o qual oferecerá 60 vagas para o cargo de Oficial de Chancelaria. O MRE já recebeu a autorização do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG).

Já foi publicado no Diário Oficial da União (DOU) o aval para a realização do concurso na data de 11 de junho. Segundo ele, o edital deve ser reconhecido até o dia 11 de dezembro de 2015. Devido à demanda do órgão, a seleção deve ser feita na metade do segundo semestre e as provas ainda este ano.

O (DTA), departamento jurídico do MRE informou que estão sendo analisados os trâmites para a realização do certame. O próximo passo é contratar a banca organizadora responsável pelas fases que compõem a seleção. A análise poderá ser concluída até a metade de setembro, sendo que a contratação da banca se dará por dispensa de licitação, assim o processo se torna mais ágil. Em nota, o DTA afirmou que o edital do concurso será lançado o quanto antes.

As carreiras:

Os interessados no cargo de oficial de chancelaria do Ministério das Relações Exteriores devem ter diploma de nível superior. Os aprovados receberão salários de R$ 7.292,02, conforme a tabela que determina os salários dos servidores federais.

Última seleção:

O último concurso feito pelo MRE para o cargo de Oficial de Chancelaria foi realizado no ano de 2008. A seleção foi de responsabilidade da Fundação Carlos Chagas e foram oferecidas 150 oportunidades. A remuneração foi de R$ 4.818,38 e jornada de trabalho de 40 horas por semana, sendo necessário diploma de nível superior em qualquer área de atuação.

A seleção foi composta de duas fases, sendo a primeira prova objetiva e discursiva. Os aprovados passaram pelo Curso de Preparação, que aconteceu em Brasília e teve 80 horas de duração. 

Por Ana Rosa Martins Rocha

Concurso da ANS foi autorizado e terá 89 vagas

Certame irá oferecer 89 vagas para atividades técnicas de suporte e para atividades técnicas de complexidade intelectual.

Para aqueles que estavam aguardando a confirmação do concurso da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), o órgão já obteve uma resposta positiva do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG) para fazer um processo seletivo simplificado para a contratação de novos profissionais.

No total, o órgão irá disponibilizar 89 vagas, sendo que todas as oportunidades serão direcionadas para os profissionais que possuam formação em nível superior. Estes profissionais irão exercer as suas atividades na Agência Nacional de Saúde Suplementar por tempo previamente determinado.

Essa confirmação da autorização para a realização deste processo seletivo simplificado foi publicada no Diário Oficial da União (DOU), na edição de sexta-feira, dia 31 de julho, mediante a portaria interministerial de número 304.

Os funcionários que forem aprovados neste processo seletivo simplificado serão contratados para trabalhar na ANS durante um ano, sendo que haverá a possibilidade de ocorrer a prorrogação deste contrato para o limite máximo de quatro anos.

Das 89 vagas que serão disponibilizadas pelo órgão, 29 serão destinadas para a carreira de atividades técnicas de suporte, carreira esta que engloba as respectivas áreas de conhecimento: Economia e Contabilidade, Direito e Administração.

As outras 60 vagas que restaram serão destinadas para o cargo de atividades técnicas de complexidade intelectual, nesta área as áreas de atuação serão as mesmas mencionadas para o cargo anterior.

Quanto à remuneração que será ofertada a estes profissionais, para aqueles que forem exercer o cargo de atividades técnicas de suporte, a remuneração mensal será de R$ 3.800, já para aqueles que forem exercer as funções do cargo de atividades técnicas de complexidade intelectual a remuneração mensal será no valor de R$ 6.130.

Além da remuneração mensal, os servidores do órgão faz jus ainda aos seguintes benefícios: vale-transporte, auxílio alimentação, dentre outros.

Quanto ao lançamento oficial do edital, o órgão terá o prazo de até seis meses para lança-lo. Assim, agora o momento, para aqueles que querem ser aprovados neste processo seletivo, é o de aumentar a carga de estudos, pois dentro de poucos meses teremos maiores novidades a respeito deste processo seletivo simplificado.

Por Adriano Oliveira

Concursos mais esperados para 2016

Alguns concursos públicos são amplamente aguardados e podem ser realizados em 2016.

Numa época de instabilidade e insegurança financeiras, cada vez mais os concursos públicos estão em alta.

Se você está se preparando para um processo seletivo, mas ainda não começou a estudar ainda há tempo!  Para o próximo ano estão previstos alguns editais bastante esperados pelos concurseiros.  Essa é a hora de começar a se preparar, estudando provas e editais anteriores e as principais disciplinas cobradas nas provas.

Uma dica importante é ter foco ao escolher os concursos que vai prestar. Procure sempre por áreas parecidas. Não tente prestar o máximo de concursos. Delimite prioridades e busque áreas equivalentes. Além de deixar seu cronograma de estudos muito mais leve e agradável, delimitar um foco para os estudos vai lhe ajudar a não desistir.

Alguns especialistas afirmam que o tempo mínimo de estudo para uma boa preparação para uma prova de concurso varia de 6 meses a 1 ano. Confira abaixo alguns concursos que têm a previsão de terem seus editais lançados no próximo ano:

Caixa Econômica Federal: Uma das maiores instituições federais do país, a Caixa, pretende abrir outro concurso público para o ano de 2016.

Receita Federal: Além de contar com a estabilidade do emprego público, quem passar para a Receita Federal contará com excelentes opções salariais, com faixas que chegam aos R$ 16,1 mil. A vaga para Auditor Fiscal é uma das mais concorridas do Brasil, o que demanda bastante dedicação dos candidatos.

Petrobras: Mesmo com a crise no país, a estatal continua sendo uma das maiores do país e no próximo ano e devido a defasagem profissional, oferecerá várias vagas por todo o país. A previsão do edital é para o primeiro semestre do próximo ano.

Polícia Rodoviária Federal: Tem previsão para a contratação de novos policiais e agentes administrativos. Também é um dos concursos mais concorridos do país e oferece salários bastante atrativos.

Banco Central: Um dos mais concorridos e badalados concursos do país, o Bacen deseja abrir vagas para o próximo ano. A previsão é para pelo menos duas mil vagas, pois o quadro de funcionários do órgão está bastante defasado. As oportunidades devem ser para os cargos de Técnico e Analista. No último concurso, realizado em 2013 a remuneração variava de R$ 5.158,23 até R$ 13.595,85. O que nos faz entender toda a popularidade desse concurso.

Não perca o foco! A dica é começar a estudar antes mesmo do edital do concurso ser lançado. A antecedência do candidato é que define o diferencial para a aprovação, citam os especialistas.

Por Patrícia Generoso

Concurso INSS 2015 pode ser autorizado nos próximos dias

A previsão é que abram vagas para nível médio e superior

O concurso do Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS) deve ser autorizado em pouco tempo, uma vez que o orçamento da União já foi aprovado. A expectativa é que o tão aguardado aval ocorra em breve, devido à carência dos servidores e as muitas aposentadorias que devem ocorrer nos próximos anos.

A solicitação do INSS foi para 4.730 vagas, sendo 2 mil voltadas para o cargo de técnico do seguro social, que exige nível médio para concorrer. Além disso, 1.580 vagas serão para o cargo de analista do seguro social, nível superior, e 1.150 para o cargo de perito médico, para graduados em medicina.

As remunerações, que mudam de acordo com o cargo, são de: R$ 4.620,91 para técnico, R$ 7.504,45 para analista e R$ 10.559,69 para perito. Por estes fatores, tudo indica que o edital deve ser publicado em pouco tempo e a banca organizadora seja escolhida logo mais. Que tal conferir algumas dicas de estudo, para aumentar as suas chances de aprovação?

O concurso do INSS é um dos mais aguardados pelos candidatos, por isso, a preparação deve começar antes da publicação do edital, para que o estudante possa ver e revisar o conteúdo com calma e tranquilidade. Portanto, que tal começar a estudar?

Tenha foco e determinação, saiba aonde quer chegar. Faça concursos que tenham matérias parecidas e tenha um planejamento de estudo detalhado com as disciplinas do seu cargo, revisão e exercícios.

Para fazer um cronograma, por exemplo, coloque todas as suas atividades “obrigatórias” do dia: faculdade, trabalho, atividade física, etc. Defina o seu tempo diário de estudo e distribua as disciplinas nele. Entretanto, não adianta montar um planejamento e não ter comprometimento.

Estudar para concurso público é uma escolha, por isso, faça valer a pena, para que a sua aprovação aconteça de forma rápida. Isso só depende de você e da sua força de vontade para superar os obstáculos, que podem surgir ao longo do caminho. 

Por Babi

Conheça os 8 perfis de concurseiros

Sonhador, aventureiro e outros mais são alguns dos perfis mais conhecidos no mundo dos concursos

Quem presta ou já prestou algum concurso público sabe que há todo tipo de pessoas fazendo as provas. Pessoas de diferentes lugares, de diferentes idades e com diferentes ambições procuram um lugar para trabalhar. Estudos apontam que existem oito tipos de perfis diferentes de concurseiros e é importante saber em qual deles você mais se encaixa para saber direcionar melhor suas estratégias de estudo.

– O Sonhador

Para esse tipo, passar em um concurso público é praticamente a meta final da vida, ele acredita que depois de conseguir passar, as maiores dificuldades da vida vão embora e ele estará realizado tanto profissionalmente como pessoalmente. Geralmente o sonhador estuda com muita vontade mas se abala facilmente diante das dificuldades que aparecem no caminho.

– O Desesperado

Normalmente são aqueles que já possuem um diploma de ensino superior e prestam um concurso de nível médio por acreditarem que, assim, têm mais chances. Normalmente o concurseiro desesperado já prestou outros concursos de nível superior diversas vezes e não passou.

– O Financista

Para ele, só o salário importa, os horários, benefícios e até mesmo o local de trabalho são de importância menor. O financista costuma estudar com muita vontade e costuma continuar prestando concursos para cargos maiores e com maior remuneração mesmo depois de aprovado.

– O Aventureiro

É o mais procrastinador dos concurseiros, adia os estudos ao máximo e acredita que estudando incansavelmente apenas um mês antes do concurso vai conseguir tirar o atraso de não ter estudado antes.

– O Indeterminado

Normalmente aqueles que sofreram alguma desilusão profissional e tentam buscar uma luz através do concurso público. Muitos deles desistem após não passar no primeiro e acabam voltando para a iniciativa privada.

– O Idealista

Aquele concurseiro que realmente quer fazer a diferença em seu cargo, normalmente realiza todas as tarefas com excelência quando passa. Costuma estudar muito e ser muito focado em passar no concurso que quer.

– O Atirador de elite

Presta vários concursos diferentes com esperança de passar em algum deles. Normalmente não estuda o suficiente a acha que formular mágicas e dicas de como chutar em provas vão ajudar.

– O Degrau

Esse concurseiro usa o concurso como degrau para dar uma estabilidade financeira e poder manter seus estudos para outra área. Eventualmente ele pode acabar se acomodando na função e de distanciando de seu objetivo inicial.

Por Tom Vitor de Freitas

Área de formação influencia em aprovação no concurso da RFB?

Estudantes já começam a se preparar para a próxima seleção

A RFB (Receita Federal do Brasil) planeja divulgar em breve o concurso público para o provimento dos cargos de analista – tributário e auditor – fiscal. A previsão é que o edital fique pronto e seja divulgado quando o Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG) conceder autorização realizada pelo órgão no ano de 2014.

Com a notícia, os concurseiros já podem começar a preparação e os estudos, uma vez que o concurso da Receita Federal é um dos mais disputados do país. Os aspectos mais atrativos do concurso são a estabilidade e o salário, que variam de R$ 9.256,00 a R$ 15.743.00 para os cargos citados.

Uma dúvida freqüente dos candidatos é o peso que a formação universitária tem para o concurso, já que a concorrência é bastante acirrada. No último concurso (2012) foram 129 candidatos para cada vaga.

Kaique Knothe, 1º colocado no concurso da Receita, em entrevista para o site da Uol (central concursos), afirma que o concurso da Receita exige formação superior em qualquer área, o que difere da maioria dos concursos, que pedem uma formação superior específica. Essa característica faz com que o concurso da Receita seja bastante atrativo, porém não menos exigente.

Knothe alega que muitos candidatos não prestam o concurso para a Receita por ser de uma área muito diferente da formação superior que o candidato possui. Porém, os aprovados do último concurso possuem formação em áreas variadas, inclusive tecnólogo, o que comprova que não existe um curso superior preferencial, o que vale é o esforço e dedicação de cada candidato.

O entrevistado reforça que a formação do candidato pode, sim, ser uma vantagem inicial, contudo, essa vantagem não é decisiva se comparada com o desempenho de cada candidato.

Por um raciocínio lógico, podemos pensar que quem possui formação na área de exatas terá maior facilidade em passar em concursos na área de contabilidade, engenharia e afins, mas a especificidade do conteúdo e o esforço do candidato se tornam pontos chaves para a conquista da aprovação.

Ele conclui que o candidato não pode ter receio de prestar concurso por causa de sua área de atuação, pois todos os anos os candidatos aprovados possuem formação em áreas de diversas especialidades. É importante procurar áreas afins, para que o candidato possa ter uma maior vantagem, mas prossiga com dedicação e esforço para que o resultado final seja a aprovação e a posse em cargo público.

Por André César

Dicas para manter a concentração nos estudos

Para melhorar o rendimento nos estudos é preciso manter uma boa concentração e ser produtivo.

O seu rendimento nos estudos está ligado à sua concentração. Assim, ficar lendo por horas e horas com a mente em outro lugar não vai adiantar nada e você simplesmente vai ter desperdiçado um dos recursos mais valiosos: o tempo. Como manter a concentração e fazer o estudo ser produtivo? Confira algumas dicas para melhorar o seu rendimento!

– Cuidado com o ambiente:

O ambiente desorganizado atrapalha – e muito – a sua concentração nos estudos. Ele exerce muita influência, principalmente, no foco. Por isso, procure cuidar de fatores que são essenciais para um bom lugar de estudo como iluminação, limpeza e muita organização. Antes de começar a ler passe um pano na sua mesa de estudo, jogue os papeis que são usa mais e veja se o local está bem iluminado. Além disso, escolha um lugar que seja silencioso. Lembre-se de que coisas espalhadas e sujeira tiram a sua concentração.

– Tenha uma rotina:

Que tal programar o seu cérebro para estudar e aprender? Você pode fazer isso por meio de uma rotina de estudo. Por isso, procure fazer um planejamento e separar uma parte do seu dia para estudar. Ao longo do tempo, isso vai virar hábito e o seu cérebro vai entender. O plano de estudo, por exemplo, é uma das melhores ferramentas para se organizar e manter a disciplina. Coloque o seu plano em um lugar visível, para que você possa sempre se lembrar da sua rotina.

– Concentre-se e não faça autossabotagem:

Durante o seu tempo de estudo não acesse celular e nem fique perdendo tempo em redes sociais. Além disso, não mande mensagens negativas para o seu cérebro, ou seja, não fique pensando que estudar é chato, entre outros. Não seja o seu próprio vilão e sim o seu melhor amigo. Pense apenas em coisas boas e como o seu estudo vai te ajudar a conquistar as coisas que realmente deseja para a sua vida. Além disso, durante o seu estudo esvazie a sua mente e concentre-se em dar o seu melhor. 

Por Babi

Leia o edital corretamente e evite frustrações depois

Saber as funções do cargo e todos os prazos do concurso são importantes informações contidas no edital

Estamos na era dos Concursos Públicos. O bom salário unido à estabilidade são os fatores principais para que milhares de pessoas optem por trabalhar no funcionalismo público, seja na esfera municipal, estadual e federal. Importante saber qual vaga escolher para trabalhar, se o salário é satisfatório e se terá prazer em trabalhar na função, já que atuar naquilo que não gosta é uma das principais razões para que se tenham tantos servidores ruins em órgãos públicos.

Outra dica igualmente importante é, ao ser anunciada a abertura de um concurso público, o candidato ter atenção no edital que está publicado. O edital é o documento oficial que informa, com todas as riquezas de detalhes, tudo que irá nortear a realização do concurso, deixando o candidato ou candidata ciente de cada informação para realização do evento.

Lê-lo com atenção é primordial para evitar que o concurseiro – nome dado a quem se dedica em tempo integral a estudar para concurso público – tenha frustações e perda de tempo. Um candidato atento deve logo observar se no concurso tem a vaga para a formação acadêmica que possui. Esse é o primeiro passo.

Em seguida, observe se você acha justa a jornada de trabalho de acordo com o salário a ser ofertado – pois não adianta passar em concurso para depois estar trabalhando mal humorado, não se esquecendo que, embora o seu patrão passe a ser o Estado, são os cidadãos que são os seus clientes e eles merecem bom atendimento.

Depois, seja mais atento ainda ao prazo de inscrição, porque, muitos consurseiros perderam a chance de ser aprovado no concurso porque não foram atenciosos com o prazo de se inscrever e de pagar a taxa de inscrição. Importante também olhar o edital não apenas uma vez, mas frequentemente, pois pode ocorrer alterações nos prazos.

Isso porque ocorre, muitas vezes, de haver mudanças na data, local e horário onde as provas serão feitas, o que é um verdadeiro perigo para causar frustração para quem tanto estudou e não conseguiu ser avaliado. 

Consta também no edital o conteúdo que se deve estudar para a prova de seleção – o que vai fazer você ganhar tempo sobre o que deve estudar para se sair com resultados positivos nas avaliações. Compreenda também que, atenção ao ler o edital, poderá evitar que você estude tanto e não chegue a fazer a prova.

Com essas dicas, tenha certeza de que o edital será um instrumento que vai lhe ajudar a chegar ainda mais próximo do seu sonho de ser um funcionário público bem sucedido.

Por Michelle de Oliveira