Concurso Público da Assembleia Legislativa do Amapá





Comissão do concurso é oficializada. Seleção deverá contar com cerca de 300 vagas.

O Deputado Jaci Amanajás, Presidente da ALAP (Assembleia Legislativa do Amapá), oficializou a comissão organizadora do concurso que foi divulgado no dia 16 de Dezembro de 2016. Acredita-se que o edital contará com aproximadamente 300 vagas, o último concurso do órgão foi em 1992.

Apesar de não se saber ao certo quais os cargos que serão abertos e nem suas respectivas remunerações, acredita-se que o foco será nas carreiras de técnicos e outras funções.

O deputado Paulo Lemos afirmou que antes tudo é preciso realizar uma análise minuciosa a respeito das áreas que encontram necessidade de pessoal. Disse ainda que é preciso considerar também tanto as aposentadorias que já foram concedidas como aquelas que estão em vias de efetivação.

Segundo dados divulgados pelo órgão, por meio da assessoria de imprensa, a comissão possui prazo de até 120 dias para a tomada de decisões que finalizarão o edital. Esse prazo pode ser prorrogado por mais 60 dias caso haja necessidade. Sendo assim, o edital para este concurso está previsto para sair ainda em 2017, com maior probabilidade de publicação no segundo semestre.





Das 300 vagas previstas, segundo o presidente da comissão, espera-se ao menos 60 vagas para a polícia legislativa. Dessa forma, a Polícia Militar poderia deixar de atuar no local, pois embora o cargo já exista, este nunca foi ocupado devido à falta de realização de concurso pelo órgão nos últimos anos. Ele adiantou também que o processo seletivo deverá contar com vagas nas carreiras de técnico, analista, assessor jurídico, contador e assessor parlamentar.

A Assembleia Legislativa foi criada há 25 anos e apenas um único concurso para a contratação de pessoal foi realizado em 1992. Por esse motivo, foram criados muitos cargos comissionados que precisam ser preenchidos de forma adequada, ou seja, por servidores ingressados através de concurso. Vale ressaltar que a situação não indica que todos os cargos comissionados serão excluídos, mas sim que o órgão objetiva diminuí-los a fim de regularizar parte do quadro de funcionários.

Segundo levantamento, a ALAP possui apenas 120 servidores que entraram por meio de concurso, esse número equivale a 10% do total de funções existentes hoje em dia.

Por Beatriz



Compre aqui apostila para este concurso!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *